NOTÍCIAS

Mineradoras estão mais otimistas e mantêm investimentos

30 de janeiro de 2013

rnPara Vale, crescimento da indústria nos países emergentes deve puxar vendas do produtornCom a retomada dos preços do minério de ferro no final do ano passado, as mineradoras brasileiras voltaram a ver uma perspectiva pos

rn

Para Vale, crescimento da indústria nos países emergentes deve puxar vendas do produto

rn

Com a retomada dos preços do minério de ferro no final do ano passado, as mineradoras brasileiras voltaram a ver uma perspectiva positiva no horizonte. A Vale, por exemplo, depois de reportar resultados aquém do esperado no terceiro trimestre de 2012, quando o presidente da companhia, Murilo Ferreira, anunciou a revisão do portfólio e uma estratégia de maior controle dos investimentos, começou 2013 mais otimista.

rn

Durante entrevista a jornalistas na Apimec — encontro de analistas e investidores no Rio de Janeiro — Roberto Castello Branco, diretor de relações com investidores da empresa afirmou que a demanda por minério de ferro deve vir dos países emergentes. A expectativa da companhia é de que a produção industrial nesses países cresça em torno de 7% neste ano, o que deve puxar o desempenho das mineradoras, uma vez que o minério de ferro é a principal matéria-prima do setor.

rn

Na China, principal mercado da Vale, os estoques estão na casa dos 70 milhões de toneladas, um volume considerado dentro do normal por analistas, mas que segundo Castello Branco, ainda está baixo e pode crescer.

rn

Na Gerdau, os projetos de investimentos no segmento de mineração, anunciados pela companhia em 2012 seguem a todo vapor. Depois de buscar no mercado um sócio, a companhia anunciou no final do terceiro trimestre, a decisão de tocar seus projetos, sozinha. “Encerramos o ano ampliando investimentos em mineração, como mais uma iniciativa da companhia voltada à melhoria de seus resultados”, declarou a companhia, em e-mail enviado ao BRASIL ECONÔMICO.

rn

Assim, no ano passado, a empresa anunciou investimentos de R$ 838 milhões na ampliação da capacidade instalada de produção, que deve chegar a 11,5 milhões de toneladas até o final deste ano. Posteriormente, R$ 500 milhões destinados ao aumento da capacidade para 18 milhões de toneladas e outros R$ 500 milhões na construção de um terminal ferroviário também foram anunciados pelo CEO André Johannpeter durante a conferência de resultados, em outubro passado. “Com isso, teremos autossuficiência na matéria-prima e ainda poderemos comercializar o excedente”, declarou o executivo.

rn

Mesmo diante dos percalços enfrentados pela indústria ao longo de 2012, o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), prevê que a produção de brasileira de minério de ferro deve ter crescido 10,8% no ano passado em relação a 2011. Um salto de 460 milhões de toneladas para 510 milhões de toneladas. Os dados ainda são uma prévia, já que o relatório oficial deverá ser divulgado em março.

rn

Embora o cenário seja de boas perspectivas, no Brasil, questões como os riscos de apagão energético e a discussão do novo marco regulatório do setor, preocupam as empresas. No início do mês, o presidente do Ibram, José Fernando Coura, declarou que vai buscar junto ao governo opções para destravar a liberação de novas licenças minerais e portarias de lavras antes da discussão do marco. “O mais preocupante é o entrave das portarias de lavras. O setor não pode ficar parado todo esse tempo”, disse. 

rn

 

rn

 

rn

 

Fonte: Brasil Econômico

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



IBRAM renova liderança e defende protagonismo do setor

21 de janeiro de 2019

Com grande experiência nos setores público e privado, Jerson Kelman assume a presidência do IBRAM; presidente do Conselho, Luiz Eduardo…

LEIA MAIS

Instituto Tecnológico Vale abre inscrições para nova turma de Mestrado

22 de outubro de 2018

Instituto Tecnológico Vale (ITV), em Minas Gerais, acaba de abrir as inscrições para o processo seletivo 2019 do Mestrado Profissional…

LEIA MAIS

Congresso Aço Brasil 2019 debate o futuro do setor

8 de agosto de 2019

Nos dias 20 e 21 de agosto, em Brasília, o Instituto Aço Brasil reunirá autoridades, empresários e especialistas para debater…

LEIA MAIS