NOTÍCIAS

RECORDES DE PRODUÇÃO NO 4º TRIMESTRE DE 2011

23 de fevereiro de 2012

rn A Vale continuou a apresentar sólido desempenho no quarto trimestre de 2011, apesar dos desafios decorrentes de severas condições climáticas no Brasil e na Austrália e alguns problemas operacionais

rn

 A Vale continuou a apresentar sólido desempenho no quarto trimestre de 2011, apesar dos desafios decorrentes de severas condições climáticas no Brasil e na Austrália e alguns problemas operacionais. “Alcançamos recordes de produção de minério de ferro, pelotas e carvão. E principalmente o novo recorde de produção em Carajás, que é um acontecimento muito importante para nós. Destacamos também os metais básicos níquel e cobre, que tiveram os melhores desempenhos desde 2008. O desempenho financeiro foi extraordinário: batemos recordes de receitas operacionais, resultado operacional, geração de caixa e lucros, mesmo em um ambiente de bastante incerteza, especialmente na zona do euro”, destacou Murillo Ferreira, presidente da Vale. 

rn

 Foram três novos recordes anuais de produção em 2011. A Companhia alcançou 322,6 Mt na produção de minério de ferro, 51,8 Mt na produção de pelotas e 7,3 Mt na produção de carvão. Além disso, oito novos projetos entraram em operação em 2011 representando um adicional de 20 Mtpa em Vargem Grande, Omã, Moatize I, Onça Puma, VNC, Tres Valles e Bayóvar e seis deles ainda estão em ramp-up.  

rn

 “Teremos a maior parte do potencial de crescimento e criação de valor se materializando ao longo de 2012 e 2013”, destaca o executivo da companhia. “Conseguimos ainda a primeira licença operacional para operação em Carajás desde 2002. Investimos cerca de 18 bilhões de dólares e aprovamos um investimento de 21.4 bilhões para este ano de 2012”. A produção do minério de ferro da companhia alcançou em 2011 o maior nível da história da Vale 322,6 MT, sendo 4,8% acima do registrado em 2010. A participação de Carajás na produção total da Vale subiu para 34,0% em 2011. 

rn

A produção de pelotas em 2011 atingiu 51,8% Mt, superando em 5,8% o recorde anterior alcançado em 2010 , influenciando pelo start-up das duas plantas em Omã que contribuíram com 74% do aumento da produção.  

rn

 A produção de manganês da Mina do Azul, em Carajás apresentou um aumento de 17,3% superior ao trimestre anterior, atingindo 628.000 t, desempenho influencia do maior toeor do feed e melhoria no desempenho operacional. A produção de carvão da Vale atingiu o recorde de 7,3 milhões de toneladas em 2011, dos quais 2,8 Mt de carvão metalúrgico e 4,5 Mt de carvão térmico. 

rn

Já a produção de níquel no quarto trimestre foi de 69.500 toneladas, 11.500 toneladas maior do que no trimestre anterior. A produção de cobre aumentou 45,7% comparado a 2010, chegando a 302.000toneladas, o maior nível desde o recorde de 2008. A produção total de rocha fosfática foi de 4,8% menor do que no trimestre passado. A produção total da Vale Fertilizantes em 2011 diminuiu 12,0%. 

rn

 

Fonte: Brasil Mineral

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Belo Horizonte é o terceiro mercado de coworking no Brasil

27 de novembro de 2018

Maior empresa do setor no mundo lança espaço de seis andares na cidade Terceiro maior mercado de coworkings do Brasil…

LEIA MAIS

Juristas e empresários vão debater nova legislação do setor mineral

28 de outubro de 2019

A legislação da indústria da mineração, tanto a brasileira quanto a de outros países mineradores, será amplamente debatida durante a…

LEIA MAIS

Alubar prioriza fornecedores do Pará

10 de abril de 2018

Em 2017, a maior parte dos investimentos da Alubar com compras e serviços foi aplicada no Pará. A fábrica, líder…

LEIA MAIS