NOTÍCIAS

Ferrous vai usar recursos próprios para expansão

29 de junho de 2012

rnUS$ 1,5 bilhão serão usados para produzir 15 milhões de toneladas até 2016rn rn A Ferrous vai finalmente desengavetar seu projeto de expansão em Minas Gerais. A mineradora, formada em 2007 por fundos de

rn

US$ 1,5 bilhão serão usados para produzir 15 milhões de toneladas até 2016

rn

 

rn

 A Ferrous vai finalmente desengavetar seu projeto de expansão em Minas Gerais. A mineradora, formada em 2007 por fundos de investimentos norte-americanos, australianos e ingleses, comprou ativos minerários na região do quadrilátero ferrífero e estava em busca de parceiros comerciais para viabilizar um projeto de expansão. Como o parceiro não veio, a empresa decidiu dividir o projeto em etapas e financiá-lo em parte com recursos próprios e em parte com dinheiro buscado no mercado. Para a primeira etapa serão investidos US$ 1,5 bilhão para produção de 15 milhões de toneladas de minério de ferro até 2016.

rn

 

rn

O projeto original era de US$ 5 bilhões para a produção de 40 milhões de toneladas. A demora no anúncio de um parceiro econômico que viabilizasse a operação lançou dúvidas no mercado sobre a real capacidade de produção da Ferrous. A nova estratégia, anunciada ontem pelo novo diretor-presidente da Ferrous, Jayme Nicolato, é utilizar a atual geração de caixa da empresa para implantar a expansão sem a necessidade de parceiros externos.

rn

 

rn

Atualmente a produção é relativamente pequena. Para, a expectativa é produzir 3 milhões de toneladas de minério de ferro, somando as produções da mina de Viga, em Congonhas, na região Central, e da mina de Esperança, em Brumadinho, na região metropolitana da capital. O detalhamento de onde virão os recursos para o início das obras de expansão em Congonhas só acontece no começo do próximo ano, mas o investimento está garantido pelo conselho de administração da empresa, que aprovou por unanimidade o plano.

rn

 

rn

Para os próximos anos, a idéia é começar a explorar os outros quatro ativos minerários adquiridos pela empresa, três na região do quadrilátero ferrífero (Pau Branco, Itabirito e Itatiauçu) e um no norte da Bahia. Até 2025, a expectativa é produzir 42 milhões de toneladas de minério de ferro e, a partir do volume de 20 milhões de toneladas, construir um mineroduto para levar o minério até o porto próprio de Presidente Kennedy, no litoral do Espírito Santo. 

rn

 

rn

Viajou a convite da Ferrous.

rn

Expansão

rn

 

rn

Obras. As obras da expansão na mina Viga devem começar no segundo semestre de 2013. Nas obras serão gerados 4.000 empregos e, durante a operação, o número de funcionários na mina saltará dos atuais 300 para 800.

rn

 

rn

Autossuficiência

rn

 

rn

Produção. O projeto para aportes na segunda fase do programa será submetido ao Conselho de Administração da Usiminas no início de 2013. A meta é produzir 29 milhões de toneladas de minérios em 2015.

rn

 

Fonte: O Tempo

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Belo Horizonte é o terceiro mercado de coworking no Brasil

27 de novembro de 2018

Maior empresa do setor no mundo lança espaço de seis andares na cidade Terceiro maior mercado de coworkings do Brasil…

LEIA MAIS

MCTIC lança consulta pública sobre Plano de Ação em Ciência, Tecnologia e Inovação para Minerais Estratégicos

1 de outubro de 2018

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) lançou na última quinta-feira (27) consulta pública sobre o Plano de…

LEIA MAIS

IBRAM renova liderança e defende protagonismo do setor

21 de janeiro de 2019

Com grande experiência nos setores público e privado, Jerson Kelman assume a presidência do IBRAM; presidente do Conselho, Luiz Eduardo…

LEIA MAIS