NOTÍCIAS

Congresso internacional debate alternativas de financiamento para a mineração

4 de maio de 2012

rnO longo prazo para a concessão de licenciamento ambiental e as incertezas do sistema tributário vigente no Brasil são alguns dos principais entraves à captação de créditos para projetos de mineradora

rn

O longo prazo para a concessão de licenciamento ambiental e as incertezas do sistema tributário vigente no Brasil são alguns dos principais entraves à captação de créditos para projetos de mineradoras juniors e de grande porte.

rn

No primeiro dia de debates do 2º Congresso Internacional de Direito Minerário (www.direitominerario.org.br), o painel “Financiamentos de projetos de mineração e seus desafios”, coordenado pelo Consultor Geral da Vale S.A., Clóvis Torres, contou com a presença dos palestrantes Márcio Bastos Fonseca, Diretor de Divisão da Macquarie Bank – Macquarie Metals and Energy Capital Ltda (Canadá) e Graciema Amaral de Almeida, Advogada Sênior do escritório Pinheiro Neto Advogados.

rn

Graciema Amaral detalhou os mecanismos de estruturação de projetos de financiamento, tendo como base o Project Finance, procedimento utilizado por grandes empresas para captar recursos devido à sua segurança jurídica e a garantia ser a própria receita.

rn

As partes do processo são compostas basicamente pelos financiadores, normalmente bancos, e o tomador, uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), formada com o intuito de executar a proposta de financiamento.

rn

“Neste modelo, o crédito é concedido de acordo com a perspectiva de lucros futuros que o empreendimento pode gerar. Não necessariamente uma grande empresa com um bom projeto é a regra para o recebimento do crédito, pois existe uma flexibilidade quanto a concessão. O financiador analisa a potencialidade, seja pela empresa solicitante ou pelo plano estruturado. Mas, sem dúvida, quanto mais avançado o projeto, maior a chance de êxito na negociação”, completa Graciema Amaral.

rn

Já o Diretor de Divisão da Macquarie Bank, Márcio Bastos Fonseca, abordou como as instituições financeiras analisam a viabilidade bancária de aprovação da proposta.

rn

Basicamente os bancos fazem um estudo detalhado dos principais riscos e garantias que aquela proposta apresenta. A identificação dos riscos auxilia na definição da estrutura de linha de crédito, bem como suas obrigações.

rn

“Busca-se maior celeridade tanto no estudo quanto no pagamento da dívida, principalmente na indústria minerária, devido à volatilidade dos preços das commodities. Por esse motivo, nós analisamos detalhadamente o mercado e todas os possíveis percalços da operação”, destaca Márcio Fonseca.

rn

O Diretor também menciona os desafios que o setor tem pela frente. “Várias questões podem contribuir para o aumento do custo do financiamento. Os entraves burocráticos e os altos tributos têm um impacto considerável na competitividade e na análise dos projetos em mineração. Isso sem mencionar as incertezas tributárias com a criação de taxas minerárias regionais e a demora na concessão de licenças ambientais”, alerta.

rn

Para concluir o debate, o consultor Clóvis Torres chamou a atenção para as mudanças climáticas que afetam o Brasil. “Os fenômenos naturais também devem ter nossa atenção, pois podem dificultar e aumentar o custo de captação de recursos”, disse.

rn

O 2º Congresso Internacional de Direito Minerário é uma parceria do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM) com o Departamento Nacional Produção Mineral (DNPM) e a Escola da Advocacia-Geral da União (AGU), com apoio do Governo do Estado da Bahia, por intermédio da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração (SICM) e da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM). O Salvador Convention Bureau é outro apoiador institucional.

rn

 

Fonte: IBRAM – Profissionais do texto

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Exportação de pelotas aumenta 14,2% de janeiro a setembro

23 de novembro de 2017

Foram exportadas 22,5 milhões de toneladas de pelotas nos nove meses deste ano A exportação de pelotas, feita pela Vale,…

LEIA MAIS

Comitiva Brasileira marcará presença na edição de 2019 do PDAC

19 de setembro de 2018

Considerado um dos mais tradicionais eventos de mineração mundial, o Prospectors and Developers Association of Canada será realizado em Toronto…

LEIA MAIS

Projeto de terras-raras vai produzir 5 mil toneladas por ano em Goiás

13 de novembro de 2017

A Mineração Serra Verde (MSV) trabalha para produzir anualmente 5 mil toneladas de concentrado de terras-raras no projeto que possui…

LEIA MAIS